• Elaine Aliaga

Vamos falar de sujeira?

Se você almeja limpeza, precisa falar sobre a sujeira. Casas com crianças, animais e vida têm sujeira em abundância, mas pode (e deve, em minha humilde opinião) também ter limpeza.

Em tempos difíceis, com a rotina apertada, quando a faxineira lhe diz adeus (ou o dinheiro para pagá-la evapora) ou nesta quarentena que a pandemia nos colocou, ter boas ferramentas faz toda a diferença.

Algumas destas ferramentas exigem um investimento alto, é verdade, mas outras nem tanto.

É preciso verificar o que serve para você e cabe em seu bolso.

Vou contar minha experiência com as ferramentas que me socorreram muito nas situações mais complicadas aqui na rotina focando na limpeza do piso.

Em casa tenho piso de porcelanato em todos os cômodos, então quando eu realizo a limpeza incluo todos os ambientes, com a única exceção do box do banheiro, que limpo separadamente.

Aliás, um parêntese, box é o único ambiente da casa que eu lavo com água mesmo. Há muitos anos, desde que me casei e passei a ter minha casa, eu já realizo a chamada limpeza seca, sem consumo de água, e considero fundamental que as pessoas comecem a tomar consciência dessa necessidade.

Além de pensar no planeta, a limpeza a seco é muito mais simples e higiênica que a limpeza que utiliza água em abundância para lavar tudo.

Retomando, a retirada da sujeira eu gosto de fazer com aspirador de pó, porque considero muito mais eficiente. Eu utilizo alguns modelos de aspirador, vou apresentá-los, mas peço que não me tomem como referência, pois sou a “louca do aspirador” e tenho mais modelos do que são necessários para o dia a dia. Assim, apenas peguem o que consideram mais útil para sua rotina e finjam que não notaram meu desequilíbrio. Combinado?


Aspirador de pó vertical: para mim este modelo é vida! É aquele que salva sua coluna e que faz você ficar mais relaxada mesmo quando assiste sua criança derrubar farelo de pão por toda a sala. (Mentira, não conheço nenhuma mãe que fique relaxada vendo esta cena).

Eu tenho o Ergorapido da Electrolux, que considero o mais completo e fantástico que existe, e o Ciclônico 2 em 1 da Black & Decker que é muito mais simples (e custa seis a sete vezes menos).

O Ergorapido da Electrolux (eu tenho o modelo antigão ERG15 e também o ERG25 que é sua versão atual) utiliza uma bateria que promete 45 minutos de uso, mas vai depender da velocidade (ele tem duas) que você o usa. Este modelo é muito prático, tanto que quando o meu ERG15 precisou substituir a bateria (isso acontece depois de muito tempo de uso e a troca não é barata) eu peguei o ERG25 e acabei deixando cada um andar da casa para facilitar a rotina.

Viu fio de cabelo? Já aspira ali. A criança derrubou batata palha durante o jantar? Fácil de resolver, pois ele é dois em um, além de ser vertical é, também, de mão. E é muito bom este recurso para usar para aspirar os farelos da mesa, sofá etc.

O aspirador tem luzes que facilitam a localização da sujeira e, especificamente, este modelo que tenho, também tem uma função chamada BrushrollClean™, um pedal que corta os fios que estiverem presos na escovinha do aspirador e poupa você de ter que ficar puxando tudo que enroscar ali na hora de limpar o aparelho.

Já o Ciclônico 2 em 1 da Black & Decker é bastante básico, desprovido de qualquer atrativo. Também é dois em um (vertical e de mão), e sua maior vantagem (e algumas pessoas podem achar uma desvantagem, mas é a razão pela qual eu o comprei) é que é com fio. Eu o utilizo em duas situações: quando a bateria do Ergorapido acaba antes de concluir a limpeza e quando vou aspirar meus livros na biblioteca. Como são muitos livros e no aspirador de mão do Ergorapido só é possível ativar a velocidade mais alta, é certeiro que a bateria não vai dar conta, então eu nem tento, já pego o Ciclônico e ligo na tomada.

No que se refere ao barulho, o Ergorapido é muito mais silencioso que o Ciclônico. E, por falar em barulho...


Aspirador de pó silencioso: quando minha filhota era bebê eu me vi sem ajudante de um dia para o outro e precisei me virar na rotina de cuidados com ela e com a casa. Eu realizava a limpeza enquanto ela dormia e o silêncio era fundamental para eu conseguir limpar o máximo possível. Foi quando eu comprei Silent Performer Cyclonic da Electrolux.

Ele é um aspirador super potente e muito, muito silencioso. Possui um filtro que pode ser lavado, rodinhas que facilitam muito sua movimentação e um cabo que estica a um tamanho muito confortável para não forçar a coluna ou obrigar que fiquemos curvados durante a limpeza do piso.

Eu costumo utilizá-lo bastante no andar de baixo da minha casa, já que o som sobe e fica mais alto lá em cima, e recomendo muito.

Robô aspirador: sonho de consumo de muitas pessoas, este robozinho dá uma ajudadinha boa, mas dentre todos os que tenho é o mais dispensável. O modelo que eu tenho é o da Polishop: Housekeeper Pro, e a verdade é que por ele não ter um software muito elaborado acaba deixando espaços sem limpar e não temos como ter ideia de quais foram eles, porque não existe o registro de onde passou e onde não.

É necessário preparar o ambiente antes dele agir, retirando tapetes pequenos ou com babados e franjinhas, fios, bloquear os lugares onde ele pode se enfiar e não conseguir sair... não anima muito usar.

No primeiro dia de uso eu o deixei trabalhando e saí. Quando voltei ele tinha enroscado embaixo do berço de minha filha e arranhado a pintura em cima. Ou seja... no primeiro uso do novo veículo já danifiquei a lataria. Chato, né?

Enfim, ele quebra o galho, mas não é indispensável. Ajuda bem a tirar o pozinho do dia a dia, mas não garante uma boa limpeza. O que eu mais gosto é de usá-lo no meu quarto, porque ele vai embaixo da minha cama (que é king size) com facilidade e dá uma limpada boa por lá.

Ele tem um acessório que pode ser acoplado para também passar pano enquanto aspira, mas nunca o utilizei e acho que não é algo que realmente seja considerável mencionar ou considerar na aquisição.

Feita a retirada do pó e da sujeira do chão, é a vez da limpeza úmida. O bom e velho pano e vassoura/rodo já ficaram para trás com tanta novidade no mercado. Agora os queridinhos, que poupam as nossas mãos do contato com o pano sujo, são os chamados MOPs (esfregões). Eu testei e uso algumas opções muito boas...

O MOP giratório é o meu favorito para a limpeza geral. Eu comprei e uso o modelo Twister Turbo da Bettanin/Noviça, que tem balde com pedal e capacidade para 17 litros. Ele limpa muito bem, fica mais seco de acordo com nossa vontade (é só girar mais vezes e mais vigorosamente para retirar o excesso da água). Posso colocar produtos de limpeza mais poderosos sem correr o risco de danificar minhas mãos ou ter que usar luvas.

O modelo que eu escolhi ocupa bastante espaço, então sugiro para quem tenha pouco espaço para guardar que busque um modelo mais compacto. No entanto, minha escolha foi também baseada no pedal que é o seu maior diferencial a meus olhos. No momento que eu molho o MOP na mistura dentro do balde, pressiono o pedal e ele gira rapidamente. Para obter o mesmo movimento e velocidade eu precisaria exercer bastante força. Já para retirar o excesso e deixar o MOP mais seco para passar no chão, eu uso o braço mesmo, porque vai mais rápido e é um mecanismo bem mais mole.

Eu uso um refil para a área externa (churrasqueira) e um para a área interna da casa, acabou a limpeza eu jogo na máquina para lavar no ciclo rápido.

O MOP spray é meu parceirinho de todas as horas e ele faz o par perfeito com o Ergorapido. Não o utilizo na casa toda, a não ser que seja uma limpeza mais rápida (e bem mais ou menos). Eu o deixo sempre preparado com o produto para limpeza de porcelanato, basta acabar as refeições da minha pequena que eu já saco o Ergorapido para aspirar os resíduos e passo o MOP spray. Duas borrifadas, quatro vais e vens e trinta segundos depois eu já eliminei a possibilidade de a sala inteira ficar suja com o pezinho pisando nos resíduos e grudando tudo no chão por todo lado. É uma bênção!

Este modelo possui um refil que vai grudado embaixo e pode ser lavado na máquina. Recomendo a aquisição de um modelo que já venha com dois refis ou a compra de mais um refil. Estando sempre sequinho, o MOP spray pode ser usado também para secar algum líquido que cair no chão, já que o refil é bastante absorvente.

O MOP Wash & Dry Fast da Polishop é uma proposta interessante, mas que eu considero a menos eficiente de todas. Eu ganhei o produto como brinde quando adquiri o meu Ergorapido. Ele tem um formato bem bacana e pode ser usado embaixo de móveis mais baixos e até mesmo na limpeza de revestimentos da parede. Ele possui dois refis, um para limpeza e outro de alta absorção. Também não temos contato com a água suja ao utilizá-lo.

O que eu achei bem ruim neste modelo é que o refil nunca fica completamente submerso à mistura de limpeza. Cerca de cinco centímetros do refil deste MOP fica para fora ao enfiarmos na mistura de produto e água e a sujeira do chão fica grudada ali se espalhando pela casa, impossibilitada de ser limpo totalmente.

Com quaisquer destes recursos que eu apresentei, tenho a certeza de que sua rotina de limpeza ficará mais fácil (e, até mesmo, divertida).

64 visualizações
  • Black Facebook Icon
  • Black Instagram Icon
  • E-mail